Arquivo mensais:julho 2010

Ocultando link de e-mail para evitar spam.

Todos os endereços que aparecem nas páginas web, à vista ou escritas no código, são suscetíveis de ser capturadas e utilizadas para o envio de spam. Por isso, não é má idéia proteger nossos e-mails para tornar a tarefa difícil aos spammers, e evitar que em pouco tempo comecemos a receber mensagens não desejadas.

Um link a um correio eletrônico é assim:

<a href=”mailto:correio@meudominio.com”>correio@meudominio.com</a>

Tanto em href como no texto do link aparece nosso correio eletrônico. Neste artigo veremos umas idéias para evitar que apareçam nossos dados, de modo que não possam captar os endereços.

Utilizar uma imagem no texto do link

Uma boa solução consiste em utilizar uma simples imagem onde aparece o correio. Esta imagem terá o texto do correio eletrônico, para que o visitante possa visualizar o endereço na página, porém escrita sobre uma imagem. Isso é indetectável por um robô que escaneie a página e nossos clientes poderão ver claramente qual é o correio onde devem nos escrever.

Se não colocarmos o link e colocarmos somente a imagem, acabariam nossos problemas. O visitante não poderia clicar no endereço na própria página para nos enviar um mail, mas muito provavelmente seja suficientemente esperto para copia-la no programa de correio que for utilizar.

Utilizar Javascript para ocultar o endereço

Podemos por mediação de Javascript fazer um pequeno programa para que nosso endereço não apareça no código, pelo menos não tão claramente. Podemos, por exemplo, parti-lo em diferentes pedaços e logo concatena-lo, de maneira que não possa se ver por completo em nenhum lugar do código da página.

Vejamos este script:

<script language=”JavaScript”>
usuario=”pedro”
dominio=”qualquerum.com”
conector=”@”

function dar_correio(){
return usuario + conector + dominio
}

function escreve_link_correio(){
document.write(“<a href=’mailto:” + dar_correio() + “‘>” + dar_correio() + “</a>”)
}
</script>

Primeiro, definem-se três variáveis que formam o correio eletrônico que desejamos ocultar. Logo, temos duas funções úteis:

A função dar_correio() devolve o correio eletrônico que se deseja ocultar. Simplesmente concatena as partes do correio eletrônico, que tinham sido definido nas variáveis mais acima.

Por sua parte, escreve_link_correio(), escreve na página web um link ao correio eletrônico completo. Um link a um correio eletrônico é assim:

<a href=”mailto:correio@meudominio.com”>correio@meudominio.com</a>

Esta função se apoia no dar_correio() para obter o correio que se desejava ocultar.

Para que apareça na página o link ao correio eletrônico devemos fazer uma chamada à função escreve_link_correio(), no lugar do corpo que desejarmos que se mostre.

Nota: Se o computador do usuário não tiver Javascript ou tiver desabilitado, não poderá ver esses endereços de correio escritos na página desde Javascript. Por isso, pode ser uma boa idéia mudar este truque com o de mostrar uma imagem com o correio, para que pelo menos se veja a imagem. Embora ainda existam navegadores só em texto, com o qual nem sequer se veria a imagem. Enfim, existe um mundo de possibilidades.

Este seria o código para mostrar em qualquer parte da página.

<body>
<!– em qualquer parte do corpo da página –>
<script>escreve_link_correio()</script>
</body>

Se o robô do spammer for muito esperto, provavelmente possa colocar em execução o Javascript para interpreta-lo e saber onde está escondido o endereço de correio. Isso parece no momento pouco provável. Existem tanto endereços nas páginas web, que é possível que eles não se entretenham tanto tempo para obter endereços ocultos no código da página.

Não obstante, certamente existem outras maneiras de ocultar um pouco melhor com Javascript esse endereço.

Abraços

Saiba como adicionar vídeos em seu site.

Como adicionar vídeos em meu site?

Resposta:

Para colocar vídeo em uma página web, uma das opções mais simples é transferi-lo a YouTube.com e linkar com o vídeo para que se mostre desde lá. Pode-se colocar um link que vá a YouTube diretamente ou um código HTML para que o vídeo se mostre dentro de sua própria página web.

Publicar vídeos em YouTube tem várias vantagens, entre as quais poderíamos destacar:

  • Seus vídeos não ocupam espaço em sua hospedagem web.
  • A transferência devida aos vídeos se encarrega o YouTube, por isso que não afetará ao seu servidor (em velocidade e largura de banda consumida) porque tenha muitos visitantes vendo vídeos e tampouco será cobrado nada a mais por passar de Gigas transferidos em seu hosting.
  • É extremamente simples transferir vídeos a YouTube e logo colocá-los em sua web. Não tem que se preocupar por quase nada em tudo que se refere aos formatos ou compatibilidade de seu vídeo com diversos tipos de navegadores.

Porém, nem tudo são vantagens, pois há alguns detalhes que não são tão bons:

  • A definição de seu vídeo é fixa. Quando você transfere o vídeo, YouTube o processa para ajustá-lo a seus tamanhos e qualidade padrão.
  • Os vídeos que podem ser transferidos têm uma duração máxima de 10 minutos e 100 MB.
  • Seus vídeos são públicos (embora em YouTube pode-se restringir mais ou menos sua difusão).
  • É uma possível saída de visitantes de sua página: pode acontecer de alguns usuários irem a YouTube para continuar vendo vídeos ou qualquer outra coisa.

Sendo assim, se lhe interessa as vantagens anteriores e não lhe importa padecer certas desvantagens, como tornar seu conteúdo público em outro website ou não lhe importa que o tamanho dos vídeos seja menor que o que possivelmente tenha seu original, pois YouTube é sem dúvida uma grande opção.

http://www.youtube.com/

Para transferir um vídeo a YouTube necessita-se estar registrado como usuário. Registrar-se é muito simples e não requer nenhum conhecimento especial. Uma vez registrado, você receberá um e-mail com um link para confirmar sua conta, que serve para que eles saibam que seu e-mail lhe pertence e foi escrito corretamente. Sem confirmar seu e-mail não lhe permitem transferir vídeos.

Uma vez registrado e confirmado seu e-mail, acessamos à nossa conta e poderemos transferir um vídeo através do botão “Enviar um vídeo” ou também através do link “Conta” que aparece em cima à direita e logo “Meus vídeos” e logo clicando no botão “enviar um vídeo” que aparece à esquerda.

Então, basta seguir os passos para colocar o vídeo. Oferece-se primeiro uma descrição e logo, envia-se o arquivo com seu vídeo. Demorará uns minutos em carregar o vídeo dependendo do tamanho que tiver e logo outros minutinhos para YouTube processá-lo para ajustá-lo a seu formato próprio.

A partir de então, você terá o vídeo em sua conta e poderá acessá-lo através do link “Meus vídeos”.

Para conseguir o pedaço de código que tem que colar no HTML de sua página, você tem que ir a sua conta, logo a “meus vídeos” e logo abrir a janela de edição da informação do vídeo, através do botão “Editar informação de vídeo”. Então, aparecem vários campos e um abaixo de tudo com o código que tem que copiar e colar no HTML de sua página, no lugar onde quiser que saia o vídeo. Tal código será algo parecido a isto:

<object width=”480″ height=”385″><param value=http://www.youtube.com/xxxxxxxxxxxxxxxxxxx“></param><param name=”allowFullScreen” value=”true”></param><param name=”allowscriptaccess” value=”always”></param><embed src=”http://www.youtube.com/xxxxxxxxxxxxxxxxxxx” type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”480″ height=”385″></embed></object>


Com este pedaço de código se mostrará seu vídeo com os controles de YouTube para colocá-lo em funcionamento, deter a reprodução, controlar o volume, etc.

Abraços

Tenha seu e-commerce com plugins do WordPress!

 Já existem inúmeras opções de plugins profissionais para WordPress capazes de ajudá-lo a criar uma loja de e-commerce extremamente poderosa, portanto você deve selecionar aquele que lhe parece ser o mais completo e interessante. Fiz uma breve lista dos meus cinco favoritos. Veja.

Shopp

O Shopp é um plugin profissional para criação de soluções e-commerce em WordPress. Ele é muito simples de instalar e gerir, e é praticamente compatível com qualquer tema WordPress já existente. Algumas das suas competências incluem opções de drag & drop para múltiplas imagens de produtos, suporte para produtos físicos ou digitais, histórico de encomendas, notificações por email, pesquisa rápida de produtos, cálculo de custos de envio, descontos e códigos promocionais.

Opções de pagamento: 2Checkout.com, PayPal e Google Checkout. Disponíveis opcionalmente: Authorize.net, PayJunction, FirstData/LinkPoint, HSBC ePayments e eWay Payments.

WP-ECommerce

Com mais de 500 mil downloads já realizados, o plugin WP-eCommerce é seguramente o mais popular de e-commerce para WordPress. Com versões gratuitas e premium disponíveis, uma extensiva lista de opções para gerir a sua loja de e-commerce e múltiplos métodos de pagamento, através de Paypal, Google Checkout, pagamentos manuais, entre outros, este plugin é verdadeiramente incrível do ponto de vista técnico.

eStore

Este plugin profissional para WordPress permite criar rapidamente e de forma fácil um carrinho de compras para que possa comercializar produtos ou serviços digitais no seu blog, de forma automatizada e muito simples.

Opções de pagamento: PayPal, 2Checkout ou transações manuais.

PHP Purchase

O PHPurchase é um plugin premium que lhe permite criar facilmente um catálogo de produtos com várias customizações (tamanho, cor, etc.), oferece um painel de controle extremamente poderoso para gestão de encomendas, sistema de tracking de encomendas simplificado, possibilidade de criação de descontos, métodos e tipos de envios, entre outras opções.

Opções de pagamento: PayPal, Authorise.net, eProcessing Network e Quantum Gateway.

Shopper Press

Este é um plugin open source para criação de lojas e-commerce em WordPress, que é na verdade perfeito para a comercialização de qualquer tipo de merchandise, serviços ou produtos digitais. Ele oferece praticamente todo tipo de funcionalidades que você poderá desejar num plugin de e-commerce, com uma série de extras igualmente interessantes. Permite integração com Adsense e ainda a possibilidade de importar artigos da Amazon, Ebay, ficheiros CSV ou Datafeedr.

O plugin ShopperPress inclui também acesso gratuito a mais de 20+ wordpress themes com arquivos .PSD incluídos, permitindo-lhe redesenhar e estilizar a sua loja de e-commerce de acordo com as suas necessidades.

Opções de pagamento: O ShopperPress tem integração com mais de 20 gateways para pagamento, nomeadamente: PayPal, PayWeb.ca, PayFast, 2C0, Google Checkout, Sage Pay e muitos outros.

Fonte: Imasters/Uol

Suporte IncrediMail

Esta página exibe informações genéricas de configuração, como email@xxxx.com.br

PASSO 1

Na “Barra de menus” do IncrediMail, clique em “Ferramentas”, depois em “Contas…”.

PASSO 2

Na janela “Contas de e-mail”, clique em “Adicionar”.

PASSO 3

Na janela “Assistente da conta”, marque a opção “Configurarei os ajustes sozinho” e, em seguida, clique em “Avançar”.

PASSO 4

Na janela “Assistente da conta”, preencha os campos conforme as instruções abaixo:

No campo “Seu nome é:”, digite seu nome completo, com espaço e iniciais maiúsculas. Este nome aparecerá no campo “DE:” da mensagem que você enviar.

No campo “Seu endereço de e-mail:”, digite o seu endereço de e-mail: nome@dominio.com.br.

Após preencher seu nome e seu e-mail, clique em “Avançar”.

PASSO 5

Neste passo você definirá o nome dos servidores da sua conta de e-mail. Estes servidores são responsáveis por ENVIAR e RECEBER suas mensagens na Internet.

  • No campo “O tipo do meu servidor de correio de entrada é”, selecione: POP3
  • No campo “Servidor de mensagens sendo recebidas”, digite pop3.dominio.com.br.
  • No campo “Servidor de mensagens sendo enviadas”, digite smtp.dominio.com.br.

Após informar os servidores POP3 e SMTP, clique em “Avançar”.

PASSO 6

No campo “Nome do usuário”, digite seu endereço de e-mail: nome@dominio.com.br.

No campo “Senha”, digite a senha de acesso ao seu e-mail.

Depois de informar e-mail e senha, clique em “Concluir”.

PASSO 7

Para que você possa enviar mensagens com segurança, você terá que fazer um ajuste na configuração de sua conta de e-mail.

Na tela “Contas de e-mail”, selecione a conta que você acabou de configurar, em seguida, clique em “Propriedades”.

PASSO 8

Na janela de “Propriedades” de sua conta de e-mail, clique na guia “Servidores”, depois marque a opção “Meu servidor exige autenticação”, em seguida clique em “Avançado”.

PASSO 9

Ainda na janela de “Propriedades” de sua conta de e-mail, altere o número da porta do servidor Correio de Saída (SMTP) de “25” para “587“. Clique em “OK” e, por fim, clique em “Fechar”.

Parabéns! Você concluiu a configuração da sua conta de e-mail.

Microsoft Outlook – 0x800C0133

0x800C0133

Este erro “0x800C0133”  costuma ocorrer quando a caixa ultrapassa 2GB ou quando está corrompida,  pois ela só suporta essa quantidade.  Você pode resolver este problema da seguinte forma:

1º – Mova todas as mensagens da “Caixa de Entrada” para um outro diretório. Exemplo: o (Caixa de entrada2)
2º – Depois de finalizar o primeiro procedimento, clique em “Arquivo“, depois em  “Pastas” e “Compactar todas as pastas. ”

Agora é só aguardar o Outlook compactar todas as mensagens do seu gerenciador de e-mails.

Importante: Este procedimento não altera e nem apaga as mensagens do seu Outlook

Para mais informações ou detalhes poderá consultar o suporte da Microsoft relativo a este problema.
http://support.microsoft.com/search
Abraços,

Vulnerabilidade na Central de Ajuda do Windows XP.

Vulnerabilidade na Central de Ajuda do Windows XP, pode permitir execução remota de código.

Depois da descoberta e divulgação da falha, feita pelo engenheiro da Google Tavis Ormandy, criminosos deram início a uma onda de ataques que exploram a vulnerabilidade de PCs. A própria Microsoft confirmou que mais de 10 mil PCs foram comprometidos.

A Microsoft tem aconselhado aos usuários do Windows XP que use uma ferramenta de correção de um só clique, para desligar os protocolos do Centro de Ajuda.

Para baixar o programa, acesse:
http://support.microsoft.com/kb/2219475

Outra opção é desligar manualmente o HCP. Abaixo seguem os detalhes:

 1º – Clique no menu Iniciar, comando Executar.
 2º – Digite “Regedit” e clique em “OK”.
3º – Na pasta HKEY_CLASSES_ROOT, marque a chave HCP e, em seguida, selecione a chave “HCP”.
4º – Clique na chave HCP com o botão direito e escolha a opção “Delete”.

Abraços,

Postagem por voz no WordPress

Olá Pessoal …
Mais uma novidade do WordPress!

 

Postagem por voz no WordPress

 

Blogueiros que utilizam o WordPress já podem usar o telefone para postar. Nesta quinta-feira (1/7), o serviço apresentou o “Audio Post”, novo modelo de publicação.

Segundo comunicado de Matt Mullenweg, presidente da Automattic e cofundador do WordPress, os usuários do serviço vão ter acesso a um número de telefone e um código que oferece a possibilidade de gravar uma mensagem que será publicada no blog.

O recurso é ativado ao clicar em Meus Blogs, dentro de Painel. Para selecionar o blog, basta acionar o botão Ativar na coluna Post By Voice. Após o clique, o serviço apresenta o número de telefone e um código no lugar do botão.

Para os usuários brasileiros, um problema: o custo da ligação será de chamada internacional para os Estados Unidos. Serviços VoIP, como o Skype, no entanto, podem ser usados.

O serviço poderá ser replicado no Facebook, no Twitter e no Yahoo! Updates, por meio da opção Publicize.

Fonte: WordPress.org/PCmagazine