Arquivo da tag: dns

Os diferentes servidores em um serviço de hospedagem

O serviço de hospedagem de sites geralmente agrega uma série de outros serviços. Para provê-los, diferentes tipos de servidores são necessários:

Servidor POP3: é o servidor utilizado para se fazer o download das mensagens do servidor para um programa cliente, por exemplo, o Outlook Express. O POP3 é o protocolo mais utilizado para se baixar mensagens na Internet.

Servidor IMAP: considerado um substituto ao servidor POP3, ele também permite o acesso às mensagens no servidor, mas é muito mais completo, pois possui estrutura de pastas e permite também o envio de mensagens para o servidor. A diferença principal entre o servidor POP3 e o IMAP é a de que quando o usuário utiliza POP3 ele geralmente remove as mensagens do servidor, limpando a caixa postal no servidor, enquanto que o IMAP por padrão mantém todas as suas mensagens no servidor, utilizando o espaço da caixa postal.

Servidor SMTP: é o servidor utilizado para enviar mensagens. Geralmente quando o usuário configura seu programa de e-mail, ele pode escolher POP3 ou IMAP para visualizar suas mensagens, porém para enviar o protocolo mais utilizado é o SMTP.

Servidor FTP: é o servidor utilizado para enviar arquivos para o servidor, geralmente utilizado para se permitir ao usuário atualizar as páginas do seu site.

Servidor DNS: é o servidor responsável por traduzir os nomes de domínio em números de IP, por exemplo, www.seudominio.com.br em 123.123.123.123.

Servidor Web: é o servidor que armazena as páginas, imagens e demais arquivos do site.

Entenda os tipos de registro DNS

Existem vários tipos de registro DNS, cada um com uma função específica:

Registro tipo A (Address): Aponta um nome, por exemplo www.1hospedagemdesites.com.br para um IP 123.123.123.123. É um dos registros mais atualizados.

Registro tipo CNAME (Canonical Name): Aponta um nome para outro nome, por exemplo, pop3.1hospedagemdesites.com.br para mail.1hospedagemdesites.com.br. O registro CNAME pode apontar até mesmo para outro CNAME, entretanto é crucial que o último apontamento de destino seja direcionado para um IP.

Registro tipo MX (Mail Exchanger): Define qual ou quais servidores receberão e-mail no domínio. Algumas empresas possuem mais de um registro MX, para que mais de um servidor seja responsável por esta tarefa. O registro MX possui um campo extra de prioridade, que permite definir em qual ordem os demais provedores devem tentar entregar mensagens.

Registro tipo PTR: Aponta um IP para um nome, por exemplo 123.123.123.123 para www.1hospedagemdesites.com.br. É muito útil na configuração de servidores de e-mail, que precisam de configuração de DNS reverso.

Registro NS: Aponta o servidor responsável pela resolução de nomes.

Resenha: Locaweb

A Locaweb é campeã em Hospedagem e serviços de infra-estrutura no Brasil e na América Latina no ano de 2011, de acordo com a IDC.

Com 14 anos de know-how e acordos com dezoito mil desenvolvedores, fornecemos diversas soluções em Software (SaaS), Plataforma (PaaS) e Infraestrutura (IaaS):

SOFTWARE (SaaS): Soluções de software como serviço para todos os tamanhos de empresas. Ferramentas como: E-commerce, Processadores de Pagamento, Construtor de Sites, Marketing por Email, Google AdWords, Atendimento Online, Sistemas de HelpDesk, Virtual PABX e ERPFlex.

PLATAFORMA (PaaS): Serviço de Hospedagem para Sites;

INFRAESTRUTURA (IaaS): Ofertas de infraestrutura sob demanda como computação na nuvem, gestão personalizada e serviço de hospedagem dedicada.

Na Locaweb nós cremos que o avanço tecnológico junto à bons serviços e uma equipe muito bem treinada são os segredos para o êxito no mercado.

NIC.br e ICANN anunciam resolução DNS ainda mais segura e rápida no Brasil

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), em cooperação com a Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN) instalaram, nos últimos dois meses, 14 novas cópias anycast do servidor L da ICANN, originalmente instalado na Califórnia – EUA.

A partir de hoje, as cópias de l.root-servers.net operam juntamente com servidores do .br nos Pontos de Troca de Tráfego no Brasil (PTTMetro). Das atuais 20 localidades que contam com Pontos de Troca de Tráfego do PTTMetro, as 14 que serão atendidas por essa melhoria são Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Londrina, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, São José dos Campos, Belém e Natal. Com isso, as cinco regiões do país serão beneficiadas pela nova infraestrutura de resolução de nomes.

Somados aos servidores que já existiam em operação, essa infraestrutura amplia substancialmente, e de forma distribuída, a capacidade de resolução de nomes e consequentemente a resiliência para suportar possíveis abusos ou ataques ao serviços DNS. Ela propicia também a continuidade operacional de regiões do país que estejam temporariamente segregadas tanto dos canais internacionais quanto da comunicação com outras regiões, por exemplo em função de múltiplos rompimentos na rede de longa distância das operadoras.

Fonte: http://registro.br/anuncios/20120511.html